A FÁBRICA

Fevereiro 08 2008
John Joseph Nicholson, nasceu a 22 de Abril de 1937 em Neptune, no Estado americano de Nova Jersey. O pai abandonou-o quando ainda era pequeno, acabando por crescer apenas acompanhado pela mãe, que julgava que era a irmã mais velha e era à avó, a quem tratava como mãe.
Começou por ser paquete no departamento de desenhos animados da MGM e, em 1958, juntou-se à escola de Roger Corman, com o qual colaborou como actor, argumentista e produtor. No final da década de 1960, conseguiu recriar na tela o inconformismo e desencanto da geração jovem norte-americana em Easy Rider (1969) e Five Easy Pieces/Destinos Opostos (1970). Jack Nicholson, seria nomeado para o Óscar de melhor actor secundário, pelo seu desempenho em Easy Rider e candidato ao Óscar de melhor actor, pelo filme Destinos Opostos.
Em 1974, Jack Nicholson entra no filme Chinatown, de Roman Polanski . O filme foi um sucesso e Nicholson conseguiu a sua terceira nomeação para o Óscar. Seguem-se no ano seguinte, Profissão: Repórter, de David Locke e Voando Sobre um Ninho de Cucos. Este filme receberia o Óscar de Melhor Filme do ano e a Academia rendia-se às qualidades de interpretação de Jack Nicholson, atribuindo-lhe o Óscar de Melhor Actor. Depois de alguns filmes menores, o actor entra no filme The Shinning , de Stanley Kubrick. O filme torna-se um filme de culto e Jack Nicholson, volta a estar na mó de cima.
Segue-se O Carteiro Toca Sempre Duas Vezes/The Postman Always Rings Twice (1981), mas Jack Nicholson, tinha outros planos para a sua carreira, que passava por apostar em pequenos papéis secundários. Primeiro no filme Reds, de Warren Beatty, através do qual recebeu a sua segunda nomeação aos Óscares, como actor secundário, e dois anos depois, em 1983, conseguiria esse mesmo Óscar pelo seu desempenho em Laços de Ternura/Tearms of Endearment, onde fazia de astronauta reformado, ao lado de Shirley MacLaine.
Jack Nicholson, teve uma década de oitenta em grande forma: Com Prizzi’s Honour/A Honra dos Padrinhos (1985) recebia a segunda nomeação para o Óscar de Melhor Actor, enquanto que os seus desempenhos nos filmes A Difícil Arte de Amar/ Heartburn (1986) e em as Bruxas de Esatwick/ The Witches of Eastwick(1987) continuaram a mostrar que estava em alta.
Em Estranhos na Mesma Cidade/Ironweed, de Hector Babenco conquistou nova nomeação para o Óscar de Melhor Actor secundário e em 1989 faria aquele que ele próprio considera como o seu desempenho mais "pop", o de Joker em Batman.
Entretanto faz uma incursão no cinema como realizador, ao filmar The Two Jakes/O Caso da Mulher Infiel (1990).
Com o filme de 1992, Uma Questão de Honra/A Few Good Men, Jack Nicholson recebe mais uma nomeação para o Óscar. Entretanto o filme Hoffa/Hoffa, o Preço do Poder (1992) e Wolf/Lobo (1994, são dois fracassos nas bilheteiras. Seguem-se dois filmes que não auguram nada de bom para a carreira cinematográfica de Jack Nicholson, Mars Attacks! /Marte Ataca (1996), Blood and Wine/Sangue e Vinho (1997). Ambos muito fraquinhos.
Mas a carreira de Jack Nicholson faria uma viragem de 180º, com a personagem, Melvin Udall, o paranóico escritor de, Melhor é Impossível/As Good As it Gets, de 1997, Jack Nicholson receberia o seu terceiro Óscar de Melhor Actor do ano. Em 2001, seria a estrela de A Promessa/The Pledge, o primeiro filme realizado por Sean Penn.
No ano seguinte entra em As Confissões de Schmidt/About Schmidt, pelo qual foi distinguido com um Globo de Ouro e mais uma nomeação para o Óscar de Melhor Actor.
O ano de 2003 acabou por ser um dos mais prolíferos, na carreira de Jack Nicholson, graças a dois notáveis desempenhos. Primeiro como psiquiatra e mestre de Adam Sandler, no filme de Peter Segal, Terapia de Choque/ Anger Management e depois como o veterano amante de Diane Keaton em Alguém tem de Ceder/Something´s Gotta Give, de Nancy Meyers, com uma das melhores performances do ano. Em 2006, é Frank Costelo, no premiado filme de Martin Scorcese, The Departed, Entre Inimigos. O carisma cinematográfico advém-lhe da pose pouco convencional e da capacidade de encarnar as personagens com uma credibilidade dramática rara. Jack Nicolson é uma, ou mesmo a maior vedeta, da linha da frente de Hollywood.
publicado por armando ésse às 22:22
Tags:

mais sobre mim
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


19
20
21
22
23



pesquisar
 
blogs SAPO