A FÁBRICA

Janeiro 25 2008

Apesar de no essencial, ser um filme de série B, King Kong é uma das maiores e mais amadas obras-primas do cinema. A história recria o antiquíssimo conflito entre a cidade e a natureza. Uma expedição chega à ilha chamada Skull Island, com o intuito de trazer para Nova Iorque e explorar como uma sensação um gorila gigante e pré-histórico, temido e venerado pelos nativos. Mas o poderoso Kong reage mal ao facto de estar enjaulado e foge numa onda de destruição pela cidade.
As cenas na Skull Island são surpreendentes até hoje, desde a primeira aparição de King Kong até às inúmeras criaturas pré-históricas que ele e a expedição enfrentam ao tentar respectivamente, proteger ou encontrar, a raptada Ann Darrow. King Kong sente-se intimidado pela beleza de Ann, e quando escapa do cativeiro e vagueia por Nova Iorque, a primeira coisa que faz é capturar a jovem amada e retê-la como sua prisioneira. No cimo do Empire State Building, a lutar contra os aviões, King Kong preferiu sacrificar a própria vida a fazer mal a Ann, o que dá ao filme um final famoso e tocante: “A bela matou o monstro…simpático”

Origem: E.U.A (Estúdios RKO, Película a preto e branco)
Data de estreia: 2 de Março de 1933
Realização: Merian C. Cooper e Ernest B. Schoedsack
Produção: Merian C. Cooper, Ernest B. Schoedsack E David O. Selznick
Argumento: James Ashmore Creelman, Ruth Rose e Edgar Walace
Fotografia: Edward Linden, J.O. Taylor, Vernon L. Walker e Kenneth Peach
Música: Max Steiner
Elenco: Fay Wray (Ann Darlow), Robert Armstrong (Carl Denham), Bruce Cabot (John “Jack” Driscoll), Frank Reicher ( Cap. Englehorn), Sam Hardly (Charles Weston)
publicado por armando ésse às 15:39
Tags:

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO