A FÁBRICA

Agosto 25 2008




Durante 16 dias, os melhores atletas do mundo superaram os seus limites para conquistar o lugar mais alto do pódio nos Jogos Olímpicos de Pequim. Correram, saltaram, nadaram, lutaram, lançaram e pedalaram, para ser os primeiros e 302 deles atingiram o objectivo. Mas além de ganharem a medalha de ouro eles queriam mais; ao todo nos Jogos Olímpicos de Pequim foram batidos 175 recordes, sendo 132 recordes olímpicos e 43 recordes mundiais.
Michael Phelps, Usain Bolt, Yelena Isinbayeva, Samuel Kamau Wansiru, Kenenisa Bekele, César Cielo, Tirunesh Dibaba, Nélson Évora, Emma Snowsill, de uma extensa lista de 302 atletas que subiram ao lugar mais alto do pódio, são eles todos os vencedores.
Dos 205 países presentes nos Jogos Olímpicos de Pequim, 87 países marcaram presença no quadro das medalhas, dominado pela China, com 100 medalhas, sendo 51 de ouro, 21 de prata e 28 de bronze. Mas, mais alguns países tiveram motivos para celebrar; o Afeganistão, as Maurícias, o Tajiquistão e o Togo garantiram uma medalha pela primeira vez. O Bahrein, a Mongólia e o Panamá conquistaram as suas primeiras medalhas de ouro.
Quem tem muito para comemorar é, também, a Jamaica, dominadora das provas de atletismos nas distâncias curtas relegando os poderosos Estados Unidos para um lugar subalterno.
O resultado para Portugal saldou-se, ao nível de medalhas conquistadas, como a melhor representação de sempre numa Olimpíada.
Feitas as contas, a nível desportivo a XXIX Olimpíada foi um sucesso. A China despede-se dos seus Jogos, espera-nos Londres 2012.
Hello, London 2012.
publicado por armando ésse às 06:07

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11

19
20
21
22

26
27
28
30

31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO