A FÁBRICA

Maio 03 2005

O jornalista canadiano Bob Hunter, co-fundador da organização ecologista internacional Greenpeace, morreu ontem aos 63 anos, vítima de doença prolongada.
Hunter era colunista de um jornal quando em 15 de Setembro de 1971, ele e um grupo de activistas de Vancouver decidiram viajar num velho barco de pesca, ao qual chamaram “The Greenpeace”, para Amchitka (Alasca), local onde os Estados Unidos estavam a realizar testes nucleares. A embarcação foi detida pelas autoridades norte-americanas mesmo antes de chegar a Amchitka mas a tentativa de deter os testes ganhou ampla atenção dos media, gerando protestos no Canadá e Estados Unidos.

Hunter contribuiu com a criatividade e a compreensão da imprensa pelas quais a Greenpeace se tornou conhecido, como a paixão pelo meio ambiente. Foi o criador do termo “Rainbow Warriors” para os activistas do Greenpeace e a expressão “Explosão de mentes” para descrever os efeitos dos protestos do Greenpeace.
Hunter fez campanhas pela Greenpeace para salvar as baleias, proteger as focas e impedir testes nucleares. Em 1973, tornou-se o primeiro presidente da Greenpeace e guiou a entidade através da sua transformação em uma organização internacional. Hoje, a Greenpeace está presente em 40 países, com mais de 2,5 milhões de membros em todo o mundo.
Bob Hunter deixou a presidência da Greenpeace em 1977, especializando-se em jornalismo ambiental e escrevendo vários livros, mas mantendo sempre um activo envolvimento com a Greenpeace.

Morreu a 2 de Maio, emToronto, rodeado da mulher e dos quatro filhos.
Até sempre.

publicado por armando ésse às 12:26

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Maio 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
26



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO