A FÁBRICA

Novembro 13 2005
Um britânico, declarado seropositivo há cerca de três anos, poderá ter sido a primeira pessoa do Mundo a vencer naturalmente o vírus da SIDA, revelou hoje o semanário News of the World.
Em Agosto de 2002, Andrew Stimpson, 25 anos, descobriu que era seropositivo, após uma série de testes, embora 14 meses depois, uma nova série de análises, tenha mostrado que o vírus HIV da SIDA desapareceu completamente do seu organismo, apesar de não ter tomado qualquer medicamento, indicou o semanário.
Os seus médicos são categóricos. Não houve uma mistura de dossiers ou amostras, como nos outros dois casos anteriores de «cura espontânea», onde foi impossível provar que os testes positivos e negativos provinham da mesma pessoa.
Actualmente, Andrew Stimpson, que abandonou qualquer contacto sexual com o seu companheiro, também ele infectado, Juan Gomez, um homem de 44 anos, aceitou tornar-se alvo de estudos para ajudar os investigadores a encontrar um meio de lutar contra o vírus da SIDA, explicou o semanário.
"Lembro-me que após a segunda série de testes, o meu medico entrou no quarto e me disse: Estás curado, é incrível. És fantástico", revelou Andrew Stimpson.
"É verdadeiramente espantoso pensar que um dia estava a olhar para a morte e agora lhe digo adeus", acrescentou o britânico, que após os resultados da segunda série de análises aceitou colocar-se à disposição dos investigadores.
Após um inquérito, os médicos ficaram com a certeza de que este é mesmo um caso de cura espontânea e no mês passado Stimpson recebeu uma carta do hospital.
"Não houve qualquer erro na etiquetagem ou no exame das análises", indicou o hospital, cuja carta foi publicada pelo News of the World e pelo Mail on Sunday, que também noticiou este caso de cura espontânea.
"O facto de ter passado de um resultado positivo a um resultado negativo é excepcional e assinalável do ponto de vista médico", assinalou o texto da carta.
Agência LUSA.
Apesar desta notícia ser excelente, nunca é demais salientar, que a SIDA é uma doença traiçoeira e mortal, e compete a cada um assumir a responsabilidade de não contrair a doença.O uso de preservativo pode prevenir a transmissão dos vírus do HIV e é preciso ter sempre em atenção, que qualquer pessoa pode ser infectada… no meio de grande prazer.
publicado por armando ésse às 17:13

mais sobre mim
Novembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
26

27


pesquisar
 
blogs SAPO