A FÁBRICA

Janeiro 26 2008

No filme Swing Time (Ritmo Louco, na traduçaõ portuguesa), Lucky Garnett (Fred Astaire), um bailarino e jogador ocasional, chega atrasado ao seu casamento com Margaret Watson (Betty Furness) para encontrar o pai da noiva furioso, pois, o juiz (Landers Stevens) tinha cancelado o casamento. O juiz desafia Lucky a ir para Nova Iorque para ganhar 25.000 dólares para poder recuperar a mão de Margaret.
Em Nova Iorque, Lucky conhece Penny (Ginger Rogers), uma professora de dança, que perde o emprego por causa deste encontro casual. Contudo, o par é enviado para uma audição no clube nocturno Silver Sandal, onde acaba por surpreender os clientes e ser contratado.
Quando Margaret chega a Nova Iorque para dizer a Lucky que conheceu e se apaixonou por outro homem, Lucky e Penny ficam livres para continuar a sua relação como amantes e bailarinos.
Neste filme de George Stevens, a dança é usada como uma expressão de desenvolvimentos românticos, um procedimento frequentemente utilizado nos musicais da década de 30 do século passado.
Não há iconologia mais emblemática do género musical de Hollywood do que as duas figuras dançantes de Fred Astaire e Ginger Rogers.(MOMA).

Origem: E.U.A (Estúdios RKO, Película a preto e branco)
Data de estreia: 27 DE Agosto de 1936
Realização:
George Stevens
Produção: Pandro S. Berman
Argumento: Erwin Gelsey, Howard Lindsay e Allan Scott, adaptado da história Portrait of John Garnett, de Elwim Gelsey.
Fotografia: David Abel
Música: Jeremy Kern e Dorothy Fields
Elenco: Fred Astaire, Ginger Rogers, Victor Moore, Helen Broderick, Eric Blore, Betty Furness.
publicado por armando ésse às 16:40
Tags:

mais sobre mim
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22



pesquisar
 
blogs SAPO