A FÁBRICA

Março 20 2008

O actor britânico Paul Scofield, galardoado em 1966 com um Óscar pela sua interpretação de Thomas More no filme “Um Homem Para a Eternidade”, faleceu ontem, 19 de Março, aos 86 anos, anunciou hoje a sua agente, Rosalind Chatto. Scofield, que sofria de leucemia, morreu num hospital próximo da sua casa no condado de Sussex, precisou a agente.
David Paul Scofield, nascido a 21 de Janeiro de 1922, em Hurstpierpoint, no Sussex, era considerado um dos maiores actores de cinema e de teatro da sua geração. Obteve vários prémios “Bafta” da Academia do Cinema Britânico. Começou a sua carreira em 1940 e rapidamente se tornou conhecido pelas interpretações de personagens de Shakespeare, entre as quais o Rei Lear, na encenação famosa de Peter Brook (1962).
Fez também de Rei Lear no cinema em 1972 e encarnou o soberano francês na versão cinematográfica de “Henrique V”, de Shakespeare, sob a direcção de Kenneth Branagh en 1989.
Actor de extraordinária versatilidade, com o mesmo à-vontade e talento podia encarnar personagens dos grandes dramas isabelinos como participar em filmes de registo muito mais ligeiro, como o musical “Expresso Bongo”.
Foram pontos altos na sua carreira as interpretações de “Volpone” na produção Peter Hall para o Royal National Theatre (1977), de Antonio Salieri, o compositor contemporâneo e supostamente rival de Mozart, na produção original para o teatro de “Amadeus”, de Peter Shaffer, e de Thomas More em “Um Homem Para a Eternidade”, de Fred Zinnemann.
Entre as películas que fez para o cinema e a televisão figuram “That Lady”, “The Train”, “Bartleby”, “Scorpio”, “Summer Lighning”, “Hamlet”, “The Crucible” e”Martin Chuzzlewit”.
publicado por armando ésse às 03:32
Tags:

mais sobre mim
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
14


23
29

31


pesquisar
 
blogs SAPO