A FÁBRICA

Outubro 05 2006

Robert Frederick Zenon Geldof, conhecido mundialmente como Bob Geldof, nasceu a 5 de Outubro de 1951, em Country Dublin, Irlanda. Fez os seus estudos no Colégio de Blackrock. No início dos anos setenta, trabalhou como jornalista no New Musical Express e no Melody Maker, ao mesmo tempo que se tornava editor da revista musical canadiana, Geórgia Straight.
Em 1975 forma o grupo rock The Boomtown Rats, banda que liderou até ao seu desaparecimento em 1986. Dos tempos dos The Boomtown Rats, o único grande momento a assinalar, é a edição em 1979 do tema I Don’t Like Mondays. Este tema composto por Bob Geldof,, tornou-se num sucesso estrondoso tendo alcançado o primeiro lugar dos tops em 32 países. Nos anos seguintes os The Boomtown Rats nunca mais conseguiram fazer algo parecido, levando à extinção da banda no inicio de 1986.
Entretanto, Bob Geldof, tinha começado a fazer o seu trabalho humanitário. Em 1984 cria o Fundo Band Aid. Em conjunto com o músico Midge Ure, dos Ultravox, Geldof conseguiu reunir um grande número de celebridades pop na gravação do seu próprio tema Do They Know It’s Christmas?. O disco vendeu mais de 7 milhões de cópias, conseguindo angariar 4 milhões de dólares para ajudar a matar a fome na Etiópia. No total, o Fundo viria a reunir 150 milhões de dólares e acabaria por forçar a então primeira-ministra britânica, Margaret Tatcher a reavaliar a política britânica para a ajuda humanitária em África.
Esta iniciativa culminou com a realização do Live Aid, em 1985, concerto realizado simultaneamente em Londres e em Filadélfia e que foi transmitido televisivamente para todo o mundo. Esta iniciativa gerou uma receita de 40 milhões de dólares, que foi aplicada na ajuda a combater a pobreza na Etiópia.
Neste mesmo ano, Bob Geldof torna-se co-fundador da produtora de televisão Planet 24. Em 1986, como reconhecimento dos seus esforços no plano humanitário, a rainha de Inglaterra Isabel II, arma-o Cavaleiro.
Mais tarde, nesse mesmo ano, Sir Bob Geldof casa-se com a sua companheira de sempre, Paula Yates. O casamento viria a terminar em 1995, quando Bob Geldof, descobriu que a sua mulher mantinha um romance com Michael Hutchence, o líder dos INXS. Depois de uma longa batalha judicial, o tribunal atribui a custódia das três filhas do casal, a Bob Geldof. Nesse mesmo ano, 1997, o vocalista dos INXS é encontrado morto num quarto de hotel em Sydney, Austrália. Paula Yates, viria a morrer em 2000, devido a uma overdose de heroína. A filha que tinha com Michael Hutchence, Tiger Lily de seu nome, foi viver com Bob Geldof, com a argumentação que seria criada com as três meias-irmãs.
Entretanto, Bob Geldof tinha regressado à música, iniciando uma carreira a solo, que diga-se em abono da verdade, sem grande sucesso comercial. Em 1999, Bob Geldof vendeu a Planet 24 por 8 milhões de dólares e funda outra produtora de televisão, a super rentável Tem Alps.

Toda a sua carreira humanitária, teve o ponto alto, com a organização do maior concerto humanitário da história, vinte anos depois a histórica edição do Live Aid.

Em 2 de Julho de 2005, dezenas de concertos gratuitos decorrem entre Paris, Londres, Roma, Tóquio, Filadélfia, Berlim, Joanesburgo, Moscovo, Cornualha e Barrie. O maior concerto humanitário da história, foi baptizado “Live 8” porque decorreu perto da data em que os representantes do G-8 se encontraram na Escócia . O Live 8 inseriu-se na campanha Make Poverty History, que incluiu um desfile com a presença de cerca de 1 milhão pessoas e que contou também, com o apoio de centenas de Organizações Não-Governamentais. Ao contrário do que sucedeu com a iniciativa de 1985 , a causa do "Live 8" não se prendeu com a recolha de fundos para África, mas com a criação de uma consciência mundial contra a pobreza africana. No total, o evento foi seguido por cerca de 3 mil milhões de pessoas, através da televisão, rádio e internet.
Bob Geldof tem inúmeros prémios e distinções, de entre eles destaca-se o titulo Nobel Man Of Peace de 2005 em reconhecimento pelo seu trabalho contra a fome em África. O título é concedido por um comité que inclui todos os vencedores do Prémio Nobel da Paz ainda vivos.
Este ano, Bob Geldof está indicado para o Nobel da Paz.
Parabéns, Sir Bob Geldof.
publicado por armando ésse às 09:45
Tags:

mais sobre mim
Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
21

22
23
24
26
28

29
31


pesquisar
 
blogs SAPO