A FÁBRICA

Dezembro 19 2004
Fazia hoje oitenta anos se fosse vivo(n.19.12.1924-m.21.08.1986).

Continua vivo e actual.

Escreve Alexandre O'Neill, assim:




...Quando falas ou simulas falar de ti própio e amalgamas passado, presente, futuro, há sempre os que perguntam se o que contaste é verdade ou não.Nuncam indagam se vai ser verdade.O que lhe interessa é saber, com curiosidade dos intriguistas, se o que se passou (ou parece ter-se passado) se passou mesmo contigo. É um erro de gente vulgar.Parasitários que são, qualquer invenção ou patranha, qualquer "mentir verdadeiro" é acepipe biográfico, é pretexto para te enfileirarem na nulidade biográfica que é a deles própios e tecerem incansavelmente histórias a teu respeito.

Não te deixes seduzir pelo gosto da conversa.Essa pequena gente não merece a mais pequena atenção, nem tu precisas de espectadores para o salutar exercício diário de falar por falar.


E lembra-te do provérbio do Almada:" Não metas o nariz na vida dos outros se não queres lá ficar." Do mesmo modo, não deixes que metam o nariz na tua vida. Caso contrário, vais ficar cheio de gente, com a sua vida escassamente interessante.)...



Os génios nunca morrem.


Para sempre Alexandre O'Neill.

publicado por armando ésse às 22:30

Dezembro 19 2004
Fazia hoje oitenta anos se fosse vivo(n.19.12.1924-m.21.08.1986).

Continua vivo e actual.

Escreve Alexandre O'Neill, assim:




...Quando falas ou simulas falar de ti própio e amalgamas passado, presente, futuro, há sempre os que perguntam se o que contaste é verdade ou não.Nuncam indagam se vai ser verdade.O que lhe interessa é saber, com curiosidade dos intriguistas, se o que se passou (ou parece ter-se passado) se passou mesmo contigo. É um erro de gente vulgar.Parasitários que são, qualquer invenção ou patranha, qualquer "mentir verdadeiro" é acepipe biográfico, é pretexto para te enfileirarem na nulidade biográfica que é a deles própios e tecerem incansavelmente histórias a teu respeito.

Não te deixes seduzir pelo gosto da conversa.Essa pequena gente não merece a mais pequena atenção, nem tu precisas de espectadores para o salutar exercício diário de falar por falar.


E lembra-te do provérbio do Almada:" Não metas o nariz na vida dos outros se não queres lá ficar." Do mesmo modo, não deixes que metam o nariz na tua vida. Caso contrário, vais ficar cheio de gente, com a sua vida escassamente interessante.)...



Os génios nunca morrem.


Para sempre Alexandre O'Neill.

publicado por armando ésse às 22:30

Dezembro 19 2004


Tão fraquinhos!

Se o Pai Natal não for benevolente, o título fica para o Ano (começa a ser tradição).

Entretanto vamos, tristemente contentando com a entrada para o "Guiness Book of Records", com a presença de 10.000 "pais" Natal, na Catedral.

Nada disto tem a ver com o Glorioso!



publicado por armando ésse às 17:27

Dezembro 19 2004


Tão fraquinhos!

Se o Pai Natal não for benevolente, o título fica para o Ano (começa a ser tradição).

Entretanto vamos, tristemente contentando com a entrada para o "Guiness Book of Records", com a presença de 10.000 "pais" Natal, na Catedral.

Nada disto tem a ver com o Glorioso!



publicado por armando ésse às 17:27

mais sobre mim
Dezembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14
15

24



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO