A FÁBRICA

Agosto 10 2005

Fotografia: REUTERS/Michael Dalder
O atleta português Rui Silva conquistou a medalha de bronze nos 1.500 metros nos Mundiais de Atletismo que decorrem em Helsínquia, na Finlândia.
A prova foi ganha por Rachid Ramzi, do Bahrein, com o tempo de 3m37s88.
A medalha de prata foi para o marroquino Adil Kaouch (3:38:00), que prevaleceu por dois centésimos de segundo sobre Rui Silva (3m38s02).
publicado por armando ésse às 18:48

Agosto 10 2005

Fotografia: REUTERS/Michael Dalder
O atleta português Rui Silva conquistou a medalha de bronze nos 1.500 metros nos Mundiais de Atletismo que decorrem em Helsínquia, na Finlândia.
A prova foi ganha por Rachid Ramzi, do Bahrein, com o tempo de 3m37s88.
A medalha de prata foi para o marroquino Adil Kaouch (3:38:00), que prevaleceu por dois centésimos de segundo sobre Rui Silva (3m38s02).
publicado por armando ésse às 18:48

Agosto 10 2005

O Presidente da República, Jorge Sampaio, vai atribuir a Ordem da Liberdade, no próximo domingo, aos quatro músicos dos U2, uma condecoração que distingue uma banda rock que colocou a fama ao serviço de causas humanitárias. Inicialmente foi apenas anunciada a condecoração ao vocalista dos U2, Bono, conhecido pelo seu envolvimento em causa humanitárias, mas segundo o Palácio de Belém, todos os quatro membros do grupo vão ser condecorados. Os U2 são formados por Bono, Adam Clayton, The Edge e Larry Mullen.
Desde os primeiros álbuns, a banda de Dublin tem presente nas suas canções a vertente intervencionista e muitas delas acabam por ser adoptadas para outras causas pela pertinência e por questionarem a globalização ou a sociedade de consumo.
O rosto mais visível da banda, é Bono Vox, que nos últimos anos se empenhou no perdão da dívida aos países mais desfavorecidos ou, mais recentemente, no combate à sida no continente africano. O envolvimento da banda ao nível da dívida do terceiro mundo, a associação às iniciativas da Amnistia Internacional, o apoio à causa da liberdade da Birmânia e ao povo de Timor-Leste foram outros motivos apontados por Jorge Sampaio para a atribuição da Ordem da Liberdade. Bono, é dos poucos artistas que se movimenta no meio político, sendo recebido ao mais alto nível e tendo já sido apontado para o Nobel da Paz pelo empenho e pelo esforço naquelas causas.
publicado por armando ésse às 09:59

Agosto 10 2005

O Presidente da República, Jorge Sampaio, vai atribuir a Ordem da Liberdade, no próximo domingo, aos quatro músicos dos U2, uma condecoração que distingue uma banda rock que colocou a fama ao serviço de causas humanitárias. Inicialmente foi apenas anunciada a condecoração ao vocalista dos U2, Bono, conhecido pelo seu envolvimento em causa humanitárias, mas segundo o Palácio de Belém, todos os quatro membros do grupo vão ser condecorados. Os U2 são formados por Bono, Adam Clayton, The Edge e Larry Mullen.
Desde os primeiros álbuns, a banda de Dublin tem presente nas suas canções a vertente intervencionista e muitas delas acabam por ser adoptadas para outras causas pela pertinência e por questionarem a globalização ou a sociedade de consumo.
O rosto mais visível da banda, é Bono Vox, que nos últimos anos se empenhou no perdão da dívida aos países mais desfavorecidos ou, mais recentemente, no combate à sida no continente africano. O envolvimento da banda ao nível da dívida do terceiro mundo, a associação às iniciativas da Amnistia Internacional, o apoio à causa da liberdade da Birmânia e ao povo de Timor-Leste foram outros motivos apontados por Jorge Sampaio para a atribuição da Ordem da Liberdade. Bono, é dos poucos artistas que se movimenta no meio político, sendo recebido ao mais alto nível e tendo já sido apontado para o Nobel da Paz pelo empenho e pelo esforço naquelas causas.
publicado por armando ésse às 09:59

mais sobre mim
Agosto 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

20

21
22



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO