A FÁBRICA

Fevereiro 10 2008

Esta década é marcada pelos filmes de Francis Ford Coppola, "O Padrinho" de 1972 e "O Padrinto-Parte II" de 1974.
No filme " O Padrinho", Marlon Brando ao interpretar a figura de D.Corleone atinge o ponto culminante da carreira. Ambos os filmes recebem o Óscar de melhor filme do ano, mas Francis Ford Coppola, só receberia o Óscar de realizador do ano pelo filme "O Padrinho-Parte II", em 1974.
Em 1972 o Óscar para melhor realizador foi para Bob Fosse, pelo filme "Cabaret", onde Liza Minelli receberia o Óscar de melhor actriz do ano.
Depois de "O Padrinho", um filme marcadamente de autor, a Academia começou a ver com outros olhos este novo tipo de filmes. Assim a Academia, nesta década premiou como melhores filmes do ano, "Voando Sobre um Ninho de Cucos", de Milos Forman, em 1975, "Rocky" de John G. Avildsen, em 1976, "Annie Hall", de Woody Allen, ganhando também o Óscar de melhor realizador, melhor argumento e melhor actriz, Diane Keaton, em 1977 e "Kramer contra Kramer" em 1979.
Em 1971 Jane Fonda ganha o primeiro Óscar pelo seu desempenho no filme "Klute", e em 1978 recebe o segundo pelo filme "O Regresso dos Heróis", Sally Field recebe o seu primeiro Óscar pelo papel de sindicalista no filme"Norma Rae".
Jack Nicholson recebe em 1975, o Óscar de melhor actor no filme "Voando Sobre um Ninho de Cucos", o mesmo acontecendo com Dustin Hoffman, que recebe em 1979, a estatueta dourada pelo drama “Kramer Contra Kramer, de Robert Benton. Robert de Niro ganha em 1974, o Óscar de melhor actor secundário no filme "O Padrinho- Parte II".
publicado por armando ésse às 09:16
Tags:

mais sobre mim
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


19
20
21
22
23



pesquisar
 
blogs SAPO