A FÁBRICA

Agosto 05 2005

J. Robert Oppenheimer nasceu em Nova Iorque, em 22 de Abril de 1904. Depois de se formar em Harvard, estudou com Rutherford na Universidade de Cambridge, doutorando-se em 1925. Em 1929 regressou aos EUA para leccionar na Universidade da Califórnia Berkeley.Após a descoberta da fissão nuclear em 1939,Oppenheimer foi dos primeiros a considerar a possibilidade de se construírem bombas nucleares. Assim, em 1941, foi chamado para integrar o projecto bomba atómica – foi ele quem calculou a massa crítica do urânio-235 (quantidade necessária para potenciar uma reacção em cadeia).No ano seguinte foi nomeado director científico do Projecto Manhattan*, reunindo um grupo de físicos notáveis para a construção da bomba atómica. Só durante os testes, ao ver o cogumelo de fumo, é que se apercebeu da dimensão do tinha conseguido, lamentando-se por diversas vezes. Depois da 2ª Guerra dirigiu a Comissão de Energia Atómica, sendo demitido em 1953 por falsas acusações de traição. Retirou-se do ensino, em Princeton, em 1966. Morreu a 18 de Fevereiro de 1967.

*Projecto Manhattan para construção da bomba atómica
Duração: 1942 a 1946
Custo em valores actuais: U$ 25 mil milhões de dólares
Total de pessoas empregadas no projecto: 150 mil pessoas
Sede: Los Álamos no Novo México
Foram produzidos dois tipos de artefactos nucleares: uma de Urânio-235 lançado sobre Hiroxima, e outra de Plutónio lançado sobre Nagasaqui.


Três semanas antes de o Presidente Truman autorizar o uso da bomba atómica contra o Japão, os cientistas do Projecto Manhattan perceberam o verdadeiro inferno da sua criação, ao fazerem uma análise das consequências do primeiro teste da bomba de plutónio no deserto de Alamogordo no estado do Novo México. Por esse motivo os cientistas, liderados por Oppenheimer, fizeram uma petição tratando de obter um desvio nos planos. A bomba segundo os cientistas deveria ser utilizada apenas simbolicamente como um ameaça ao Japão, no entanto o pedido não foi aceite pelo General Leslie Groves supervisor do Projecto Manhattan que simplesmente meteu o pedido na gaveta. O secretário de Estado James Byrnes foi seu cúmplice e Truman assinou a ordem de lançamento.
publicado por armando ésse às 13:56

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Agosto 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

20

21
22



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO