A FÁBRICA

Setembro 04 2005

A União Europeia de Futebol (UEFA) comemora hoje 50 anos de competições europeias de clubes.O primeiro jogo da Taça dos Clubes Campeões Europeus (actual UEFA Champions League) foi disputado no dia 4 de Setembro de 1955. O Estádio Nacional, no Jamor, foi o palco escolhido, Sporting e FK Partizan de Belgrado as formações em confronto, o resultado final saldou-se numa igualdade a três golos.
As duas equipas estavam entre os 16 conjuntos que tinham carimbado a presença no campeonato europeu de clubes, concebido por Gabriel Hanot, editor do jornal desportivo francês L’Equipe, e adoptado pela recém-criada UEFA. A prova englobava equipas que não eram, propriamente, as mais cotadas dos seus países, um pouco à semelhança do que acontece actualmente na Liga dos Campeões. Sporting e Partizan estavam, precisamente, entre esse lote de clubes, juntamente com RSC Anderlecht, AGF Århus, Djurgårdens IF, AC Milan, Real Madrid CF, Stade de Reims Champagne e SC Rot-Weiss Essen, os sete campeões entre os 16 competidores. O Sporting, vencedor do campeonato português na época 1953/54 e ainda campeão em título quando decorreu o sorteio da prova, acabaria no terceiro posto em 1955, enquanto o Partizan se quedou, apenas, pelo quinto lugar da Liga jugoslava, na época 1954/55.
De qualquer forma, o primeiro de oito jogos referentes à ronda inaugural da primeira eliminatória, disputado em Lisboa, contou com uma excelente moldura humana, na ordem dos 30,000 espectadores. O Sporting apresentou-se moralizado pela extraordinária linha avançada, composta por , Manuel Vasques, , José Travassos e Albano Pereira, os que restavam do famoso quinteto conhecido pelos “cinco violinos”. Já os visitantes contavam com a presença de Branko Zebec e Milos Milutinovic, ao lado das estrelas do ataque, Stjepan Bobek e Marko Valok
Apesar das más condições atmosféricas, João Martins ofereceu, bem cedo, a liderança do marcador ao Sporting, uma vantagem que Milutinovic se encarregou de anular à beira do intervalo. O mesmo jogador haveria mesmo de colocar o Partizan em vantagem à passagem dos 50 minutos, antes de uma sequência de três golos em 15 minutos. Quim empatou para os leões, Bobek repôs a vantagem dos visitantes, mas Martins restaurou a igualdade, a 12 minutos do final.
Ficha do Jogo:
Sporting 3 - 3 Partizan
Local: Estádio Nacional (Lisboa) - 04/09/55
SPORTING
Carlos Gomes; Manuel Caldeira, João José Galaz, Armando Barros, Manuel Passos, Juca, Hugo Sarmento, Manuel Vasques, João Martins, José António Travassos, Quim
Treinador: Alejandro Scopelli
PARTIZAN
Slavko Stojanovic; Bruno Belin, Cedomir Lazarevic, Ranko Borozan, Branko Zebec, Bozidar Pajevic, Prvoslav Mihajlovic, Milos Milutinovic, Marko Valok, Stjepan Bobek, Anton Herceg
Treinador: Aleksandar Tomasevic
Golos: Martins 14, 78, Quim 65 / Milutinovic 45, 50, Bobek 73
Árbitro: Dean Harzic (França)
O encontro da segunda mão teve lugar a 12 de Outubro, com Milutinovic a apontar quatro golos no triunfo, por 5-2, da formação do Partizan.
William Gaillard, director de comunicação da UEFA, destacou a importância da ocasião: “O que aconteceu em 1955 foi algo extraordinário. Em pleno período da Guerra Fria, o futebol desempenhou, neste caso, um papel unificador. De um lado tínhamos um clube da Jugoslávia de Tito a visitar uma equipa de Portugal, então subjugado ao regime de Salazar. Tratou-se de um feito espectacular. O futebol antecipava, de várias formas, a união da Europa, que viria a acontecer 35 anos depois.
Durante os 50 anos, a UEFA organizou várias competições, como a Taça das Cidades com Feira e a Taça das Taças, ambas já extintas, a Taça dos Campeões Europeus, actualmente Liga dos Campeões, a Taça UEFA e a Supertaça Europeia. A primeira final da Taça dos Campeões Europeus, disputada a 13 de Junho de 1956, em Paris, foi ganha pelo Real Madrid, ao bater o Stade de Reims Champagne, por 4-3. “Quando a UEFA foi fundada, em 1954, teve, na sua origem, a necessidade urgente de criar competições europeias de clubes. Assim sendo, é importante, após o ano do Jubileu da UEFA (em 2004, por ocasião do Euro2004), que reconheçamos devidamente o papel crucial que a UEFA desempenhou no futebol europeu de clubes”, afirmou o porta- voz do organismo William Gaillard.
publicado por armando ésse às 16:02
Tags:

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
17

18
19
24

25
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO